Thursday, March 16, 2006

Censura ou não...

Gostaria de salientar, desde já, que este post é publicado porque entendo, que tenho o direito de intervir em questões que julgo pouco esclarecidas e publicadas na blogesfera, enquanto autora de um blogue e utente diária de muitos outros, independentemente da minha actividade profissional, e desde que não belisque as minhas obrigações enquanto trabalhadora por conta de outrem.

Ontem deparei-me com um "post" sob o título ”Censura” (transcrito no final deste post) num dos blogues mais conhecidos da blogesfera de momento (
www.mautemponocanil.blogspot.com), que confesso ser leitora habitual. O título era sugestivo mas o conteúdo deixou-me com a pulga atrás da orelha. Resolvi eu própria , enquanto cidadã, investigar a situação insólita. Desloquei-me enquanto utente ao Centro de Documentação da Câmara Municipal de Lisboa, para acesso à net no edifício do Campo Grande, ( preenchi a ficha de utilizador obrigatória a qualquer pessoa que pretenda usar aquele serviço gratuito) e enquanto utilizadora tentei aceder ao blogue em causa. De facto deparei-me com a informação relatada no post. Perante a informação surgida no computador (“conteúdos pornográficos”) entendi questionar o funcionário qual o critério de tal denominação, inclusive porque eu própria visitante assídua do blogue considerava a classificação absurda. A explicação veio de imediato pelo funcionário dos serviços, explicando que existe um programa informático, que bloqueia o acesso a determinados sites cujos conteúdos não sejam vocacionados para uma plataforma institucional promover o seu acesso. A fórmula de filtragem tem como suporte um certo número de palavras indecorosas que possam ser encontradas nesses sites (do tipo: merda, puta, filho da puta, etc.), o que pode pontualmente induzir numa classificação menos acertada em relação a alguns sites.

A explicação foi esclarecedora e pareceu-me plausível, tratando-se de um acesso à net promovido por uma entidade pública e gratuitamente. Está assim desvendada a classificação errónea atribuída ao blogue em questão.

A título final, só deixo aqui uma chamada de atenção: perguntar não ofende e a classificação atribuída era sem dúvida despropositada, por isso não caberia ao autor do "post" deslindar o porquê, insistindo numa cabal resposta dos serviços, e não cair na tentação de fazer um post sensacionalista?! É que a blogesfera exige também esse equilíbrio de informação, investigar e perceber os factos noticiados.

Esta é a minha modesta opinião!

23h 23m

3 Comments:

At 11:38 PM , Blogger TIAGO said...

não deixa de ser censura, visto que pelo simples facto de conter palavrôes, o conteúdo do mesmo não é pornografico nem obsceno. Visto até serem palavras que constam na língua portuguesa. O blog em causa, pode na mesma ter utilidade, a vários nivéis para a instituição e para quem nela trabalha, que neste caso é a CML.Acho eu.

 
At 10:31 AM , Blogger FTA said...

Cara Cristina:
Eu estava a brincar. E percebi imediatamente, porque também falei com a funcionária, que a censura estava relacionada com os palavrões. Não estava a fazer um post sensacionalista, estava a fazer um post jocoso. Porque a verdade é que a censura não me ofendeu. Divertiu-me.

Cumprimentos a uma leitora por quem tenho muita estima,

Francisco

 
At 6:58 PM , Blogger Soraia said...

http://nhaterra2005.blogspot.com
Um blog sobre a aventura de uma equipa de televisão em África

 

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home