Thursday, March 03, 2005

O outro lado da rua


Vila Berta, no Bairro da Graça, em Lisboa.


A primeira casa não era ainda a casa:
não chega a ser morada.
Na outra, mais pequena, onde ninguém
perguntava que idade tinha
ou se o verão já passara
ou o cão mordia,
a manhã estava à janela.
Essa era a casa, o sol onde ardia.


EUGÉNIO DE ANDRADE- MORADA, O OUTRO NOME DA TERRA.

2 Comments:

At 10:10 PM , Blogger MJM said...

Não querendo ironizar, o primeiro verso de E.A. estaria correcto como legenda dessa imagem se rezasse assim:
'A primeira casa ainda era a casa'
Já viste que coisa mais feia essas persinas exteriores?
Há pessoas que não merecem certas casas; ou casas que mereciam outras pessoas...
Gostei muito do tratamento que deste à foto. Sobre as palavras, nem me pronuncio.
Pega lá um kiss

 
At 5:43 PM , Blogger ognid said...

Estas vilas perdidas no meio dos bairros tradicionais de Lisboa são extraordinárias. Gostei muito do tratamento das fotografias :)

 

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home